Nosso canal no Youtube

Fisiologia Vegetal no Youtube (nossos filmes)

Apresentação

O PortalOrganizadoresPolítica de publicaçãoGlossário do PortalMapa e Funcionamento

Fundamentos de Fisiologia Vegetal

- Conhecimento em Fisiologia Vegetal (5)- Bioquímica (1)

Relações Hídricas

- Potencial hídrico (4)- Difusão, osmose, e embebição (6)- Transporte de curta distância (5)- Transporte de longa distância (6)- Artigos Científicos (3)- Questionários respondidos (2)

Fotossíntese

- Fotoquímica (5)- Bioquímica (4)- Trocas Gasosas (6)- Artigos Científicos (3)- Questionários respondidos (2)

Nutrição Mineral

- Nutrientes minerais (4)- Transporte através de biomembrana (3)- Solo e Raiz (8)- Artigos Científicos (1)- Questionários respondidos (3)

Fenologia & Arquitetura

- Teoria (1)- Artigos Científicos (6)

Nosso canal no youtube

Fisiologia Vegetal no Youtube (nossos filmes)

Online

Temos 7583 visitantes online.

Artigos de - Solo e Raiz (8)

Lista de artigos
Pesquisar artigos



Matéria orgânica no solo (Teoria)
Downloads: 292     Tamanho: 800.33 KB






Síntese:


O total de carbono assimilado via fotossíntese que pode entrar na cadeia de detritos sobre os solos dos continentes é enorme (60 bilhões ton ao ano). A matéria orgânica vegetal chega ao solo em média com 75% de conteúdo de água, sendo degradada principalmente nos primeiros 50 cm da superfície do terreno. A composição média da matéria seca vegetal que chega ao solo é de 60% de carboidratos, 25% de lignina, 5% de ceras, gorduras e taninos e 10% de proteínas. A matéria orgânica após ser trabalhada pelo intemperismo químico e pela ação das bactérias e fungos pode perder completamente sua estrutura original. O húmus é o resultado final da intensa ação de fatores abióticos e bióticos sobre o material orgânico original. Humina, ácido fúlvico e ácido húmico são as frações do húmus com diferentes características químicas. A complexidade dos polímeros orgânicos que formam o húmus reside na elevada massa molecular sem um padrão de repetições de cadeias abertas ou fechadas de carbono. A resistência à ação enzimática, a interação com argilas dificultando o acesso das bactérias e fungos e a deposição em regiões com reduzida pressão parcial de oxigênio pode conferir ao material húmico estabilidade química e persistência no solo. As partículas de polímeros de material húmico são pequenas como os colóides e polarizadas ou carregadas como as partículas minerais do solo. Dessa forma, o húmus funciona como excelente trocador de cátions aumentando a capacidade de troca catiônica, de retenção de água e ainda melhora a estrutura do solo formando grumos. Por outro lado, a matéria orgânica que dá origem ao húmus libera nutrientes minerais durante o processo de humificação e intensifica significativamente a atividade biológica do solo. Portanto, a adição e incorporação de material orgânico ao solo resultam em vários benefícios simultâneos e são utilizadas há milênios na agricultura para o aumento da produtividade.

Adquira esse texto revisto e atualizado na forma de livro em: 

www.tipographia.com.br

 

Como citar esse texto:

PRADO, CHBA (2013) Aquisição dos nutrientes minerais na solução do solo. Tipographia Editora Expressa, São Carlos, São Paulo,188 p. 

 

Autor: Carlos Henrique Britto de Assis Prado, Universidade Federal de São Carlos, Departamento de Botânica, Laboratório de Fisiologia Vegetal, São Carlos, SP, Brasil