Nosso canal no Youtube

Fisiologia Vegetal no Youtube (nossos filmes)

Apresentação

O PortalOrganizadoresPolítica de publicaçãoGlossário do PortalMapa e Funcionamento

Fundamentos de Fisiologia Vegetal

- Conhecimento em Fisiologia Vegetal (5)- Bioquímica (1)

Relações Hídricas

- Potencial hídrico (4)- Difusão, osmose, e embebição (6)- Transporte de curta distância (5)- Transporte de longa distância (6)- Artigos Científicos (3)- Questionários respondidos (2)

Fotossíntese

- Fotoquímica (5)- Bioquímica (4)- Trocas Gasosas (6)- Artigos Científicos (3)- Questionários respondidos (2)

Nutrição Mineral

- Nutrientes minerais (4)- Transporte através de biomembrana (3)- Solo e Raiz (8)- Artigos Científicos (1)- Questionários respondidos (3)

Fenologia & Arquitetura

- Teoria (1)- Artigos Científicos (6)

Nosso canal no youtube

Fisiologia Vegetal no Youtube (nossos filmes)

Online

Temos 3 visitantes online.

Artigos de - Potencial hídrico (4)

Lista de artigos
Pesquisar artigos



Definição e alteração da energia livre da água no contexto da fisiologia vegetal - (Teoria)
Downloads: 1263     Tamanho: 85 KB






Síntese:

A água líquida é o meio e o veículo essencial para o metabolismo vegetal. A água é reativa e realiza trabalho químico e cinético. Esse trabalho pode ser potencialmente alterado por meio de solutos, superfícies, pressão, sucção, gravidade e temperatura. A solvatação de solutos e a adesão da água em superfícies ocorrem devido à interação de pólos ou cargas desses sólidos com os pólos positivo e negativo da água. A pressão sobre a água aumenta o valor do potencial hídrico devido ao movimento cinético potencial que proporciona, ou seja, um fluxo em massa potencial. Por outro lado, a sucção ocasiona uma tensão no volume, no sentido contrário da pressão e diminui, assim, a energia livre da água. A variação da força gravitacional não é considerada significativa nos problemas de fisiologia vegetal, pois tecidos, indivíduos e populações de plantas são analisados geralmente em uma mesma latitude na Terra, sem a variação da força gravitacional. A influência da temperatura sobre o potencial hídrico é tratada de maneira conjunta com a concentração de solutos por meio da lei de van´t Hoff. O aumento da temperatura causa maior vibração, rotação e mudança de posição das moléculas de água diminuindo o potencial de realização de trabalho, pois uma parte desse trabalho já foi executado por meio da maior cinética molecular imposta pelo aumento da temperatura. As variáveis como temperatura, pressão, gravidade, superfícies de adesão e concentração de solutos são independentes, mas não são excludentes na determinação do potencial hídrico.