Nosso canal no Youtube

Fisiologia Vegetal no Youtube (nossos filmes)

Apresentação

O PortalOrganizadoresPolítica de publicaçãoGlossário do PortalMapa e Funcionamento

Fundamentos de Fisiologia Vegetal

- Conhecimento em Fisiologia Vegetal (5)- Bioquímica (1)

Relações Hídricas

- Potencial hídrico (4)- Difusão, osmose, e embebição (6)- Transporte de curta distância (5)- Transporte de longa distância (6)- Artigos Científicos (3)- Questionários respondidos (2)

Fotossíntese

- Fotoquímica (5)- Bioquímica (4)- Trocas Gasosas (6)- Artigos Científicos (3)- Questionários respondidos (2)

Nutrição Mineral

- Nutrientes minerais (4)- Transporte através de biomembrana (3)- Solo e Raiz (8)- Artigos Científicos (1)- Questionários respondidos (3)

Fenologia & Arquitetura

- Teoria (1)- Artigos Científicos (6)

Nosso canal no youtube

Fisiologia Vegetal no Youtube (nossos filmes)

Online

Temos 1781 visitantes online.

Artigos de - Potencial hídrico (4)

Lista de artigos
Pesquisar artigos



Determinação do valor de potencial hídrico por meio da alteração da área do tecido de reserva de Solanum tuberosum L. (Solanaceae) - (Prática)
Downloads: 2206     Tamanho: 690.44 KB






Síntese:

Por meio de um procedimento simples com soluções de sacarose em diferentes valores de energia livre da água é possível obter o potencial hídrico de um tecido vegetal de reserva como o do tubérculo de batata (Solanum tuberosum L. – Solanacea). Em cada uma dessas soluções o tecido ganha ou perde água variando suas dimensões (área). No valor de energia livre da solução em que a área do tecido permaneceu igual à área inicial ocorreu ganho e perda de água na mesma quantidade. Nessa situação a energia livre da água (o potencial hídrico) só pode ser igual entre o tecido e a solução revelando o valor do potencial hídrico do tecido. Quando o valor do potencial hídrico da solução é inferior ao do tecido ocorreu mais perda que ganho de água e o tecido diminui sua área, isso aconteceu na maioria das soluções preparadas. De forma contrastante, em duas soluções ocorreu maior ganho que perda de água resultando em um aumento de área do tecido de reserva. Em menos de duas horas de aula é possível preparar o experimento, obter e discutir os principais resultados tendo como referência o estado hídrico em que o tecido manteve sua área original de 18 cm2.